Após Bolsonaro testar positivo para a covid-19, ex-ministro da Saúde posta vídeo desmitificando a cloroquina

O presidente diz que está utilizando o medicamento e voltou a defender seu uso para o combate à doença

O ministro Nelson Teich ao lado de Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa / PR)

O ministro Nelson Teich ao lado de Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa / PR)

Saúde

Após o presidente Jair Bolsonaro anunciar nesta terça-feira 07 que testou positivo para a covid-19 e que está utilizando a cloroquina, o ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, postou um vídeo em seu Instagram desmistificando o uso da medicação contra a doença.

“Essa discussão não é só no Brasil. A cada seis estudos, um deles envolve a cloroquina pelo tamanho da dúvida sobre sua eficaz”, conta o ex-ministro. “Ela (a medicação) também foi avaliada pela Organização Mundial da Saúde e outros estudos. A conclusão é que a cloroquina e a hidroxicloriquina não mudaram a história natural da doença, não aumentaram o índice de cura e não reduziram a mortalidade”, justificou Teich.

Em coletiva, Bolsonaro chegou a falar que se tivesse tomado a medicação antes de se contaminar não teria tido sintomas da doença como febre e mal estar. Teich desmitificou com argumentos científicos as alegações ditas por Bolsonaro. “Os EUA retiraram o uso emergencial da droga. E em seguida a OMS também tira a cloroquina da recomendação no estudo que foi feito pela organização. Esse é o momento que temos hoje”, diz.

O ex-ministro falou também de outros medicamentos que estão sendo testados para tratar a covid-19.

Assista:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Medicamentos na Covid-19 – Parte 2

Uma publicação compartilhada por Nelson Teich (@nelson.teich) em

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem