Política

Bolsonaro é ruim ou péssimo para 53% dos brasileiros, diz PoderData

Avaliação negativa cresceu 3 pontos percentuais em apenas 15 dias; menções positivas ao ex-capitão ficaram estáveis

Foto: MAURO PIMENTEL / AFP
Apoie Siga-nos no

O trabalho do presidente Jair Bolsonaro (PL) é considerado ruim ou péssimo por 53% dos eleitores brasileiros. A indicação consta na nova rodada da pesquisa PoderData, divulgada nesta quinta-feira 14.

O resultado do levantamento indica que, em apenas 15 dias, a avaliação negativa da atuação do ex-capitão cresceu 3 pontos percentuais. No mesmo período, as menções positivas a Bolsonaro ficaram estáveis, repetindo os mesmos 29%.

De acordo com os pesquisadores, o resultado indica que a popularidade de Bolsonaro parou de subir, interrompendo um processo de recuperação que vinha se consolidando em 2022.

Sudeste e Nordeste são as duas regiões onde Bolsonaro tem o pior desempenho. Ao todo, 57% dos eleitores do Sudeste e 53% dos eleitores do Nordeste marcam a avaliação negativa para o ex-capitão. Já o Sul e o Norte são os locais em que o ex-capitão tem o melhor desempenho.

Chama atenção ainda a melhora significativa da avaliação de Bolsonaro entre os eleitores mais jovens, na faixa de 16 a 24 anos de idade, que historicamente é uma das que mais reprovam o trabalho do ex-capitão. Neste segmento, há 15 dias, Bolsonaro era considerado ruim ou péssimo por 56%, a pior avaliação entre as faixas etárias. Nesta quinta-feira, o volume de avaliações negativas é de apenas 45%. As menções positivas ao governo somavam apenas 25% há duas semanas, hoje chegam a 32%.

Além da avaliação, a pesquisa PoderData monitorou ainda a aprovação do atual governo. Neste caso, 56% indicam desaprovar a gestão de Bolsonaro e 36% indicam aprovação da atual gestão. O saldo entre os resultados, que é de 20 pontos percentuais, oscilou 2 pontos para cima, a variação está no limite da margem de erro da pesquisa.

Ainda de acordo com o levantamento, Bolsonaro tem uma avaliação mais positiva entre pessoas com rendas mais altas e de maior idade. Moradores do Centro-Oeste e do Norte também indicam percentuais mais favoráveis ao trabalho do ex-capitão. Confira a estratificação da pesquisa:

Para chegar aos resultados foram realizadas 3 mil entrevistas entre os dias 10 e 12 de abril. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.