CartaExpressa,Política

Auditor que produziu ‘relatório paralelo’ é suspenso do TCU por 45 dias

Auditor que produziu ‘relatório paralelo’ é suspenso do TCU por 45 dias

Relatório foi usado por Bolsonaro para afirmar falsamente que o TCU teria descoberto uma suposta subnotificação de mortes por Covid-19

O auditor do TCU, Alexandre Marques.

Foto: Pedro França/Agência Senado

O auditor do TCU, Alexandre Marques. Foto: Pedro França/Agência Senado

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu suspender por 45 dias o auditor Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, que produziu um relatório paralelo usado pelo presidente Jair Bolsonaro para afirmar que o TCU teria descoberto uma suposta subnotificação de mortes por Covid-19 no Brasil. A informação é do portal Metrópoles.

Após a repercussão e a negativa do tribunal sobre o relatório, Bolsonaro admitiu ter atribuído falsamente o documento ao órgão, mas insistiu na veracidade do conteúdo. Em depoimento à CPI da Covid, o auditor disse, no entanto, que as informações contidas no arquivo se tratavam de ‘arrazoado de duas páginas não conclusivo’ produzido por ele sem caráter oficial.

A suspeita é de que  Bolsonaro e sua equipe tenham alterado o documento para parecer oficial assim que receberam via Whatsapp o arquivo editável de Ricardo Silva Marques, pai de Alexandre e colega do presidente no Exército.

Segundo a decisão que concluiu o processo de sindicância interna da Corte, o auditor ainda poderá entrar com recurso para tentar reduzir os dias de suspensão, mas a penalidade não poderá ser convertida em multa. Alexandre já havia sido afastado preventivamente do cargo por 60 dias em junho deste ano para ser investigado pela Polícia Federal.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem