Política

Aliados à esquerda do PT consideram programa de governo de Lula melhor do que o de 2002

Texto trata do compromisso de desmatamento zero na Amazônia e de ‘uma nova política de preços dos combustíveis’

Lula e Alckmin na reunião da coordenação-geral do movimento Vamos Juntos pelo Brasil. Foto: Ricardo Stuckert
Lula e Alckmin na reunião da coordenação-geral do movimento Vamos Juntos pelo Brasil. Foto: Ricardo Stuckert
Apoie Siga-nos no

Aliados à esquerda do PT consideram a versão final das diretrizes do programa de governo do ex-presidente Lula (PT) melhor e mais amplo do que o texto de 2002, quando o petista foi eleito pela primeira vez ao cargo mais alto do País.

O documento, que será divulgado nesta terça-feira 21, trata da revogação integral do teto de gastos e dos ‘marcos regressivos da atual legislação trabalhista’. O trecho foi uma solicitação das centrais sindicais.

A anulação da reforma trabalhista era uma das exigências do PSOL para apoiar Lula já no primeiro turno. No novo texto, o grupo propõe ‘um amplo debate e negociação, uma nova legislação trabalhista de extensa proteção social a todas as formas de ocupação’.

“O texto fala da revogação dos aspectos regressivos da última reforma trabalhista. Isso nos contempla”, afirmou o coordenador do debate de programa eleitoral do PSOL, Claudio Puty. “O programa é muito superior ao do Lula de 2003. Nos agrada bem mais”.

O texto foi elaborado a partir de sugestões do PT, PCdoB, PV, PSB, REDE, PSOL e Solidariedade em uma série de reuniões nos últimos meses. Na semana passada, o documento foi aprovado por Lula e o candidato a vice em sua chapa, Geraldo Alckmin (PSB).

A última versão do programa conta com o compromisso de desmatamento zero da Amazônia, com o combate à mineração ilegal na região e com ‘uma nova política de preços dos combustíveis e do gás’.

Após a divulgação da íntegra, o texto será publicado em uma plataforma digital para receber sugestões da sociedade civil.

Leia a íntegra:

DOCUMENTO DIRETRIZES PROGRAMÁTICAS – VAMOS JUNTOS PELO BRASIL 20.06.22

Alisson Matos

Alisson Matos
Editor do site de CartaCapital. Twitter: Alisson_Matos

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.