Mundo

Incêndio em Istambul deixa ao menos 29 mortos

O canal de televisão turco NTV indicou que cinco pessoas foram presas durante a investigação do incidente

Bombeiros trabalham para conter um incêndio em Istambul, na Turquia, onde ao menos 29 pessoas morreram. Foto: OZAN KOSE / AFP
Apoie Siga-nos no

Ao menos 29 pessoas morreram nesta terça-feira (2) em um incêndio no porão de um prédio residencial de 16 andares na cidade turca de Istambul, segundo o último relatório do governo da capital econômica da Turquia.

“O número de pessoas que morreram no incêndio (…) no [bairro de] Gayrettepe, distrito de Besiktas, subiu para 29”, disse o gabinete do governador Davut Gul.

“Uma pessoa afetada pelo incêndio permanece hospitalizada”, acrescentou.

O incidente foi declarado às 12h47, horário local (06h47 no horário de Brasília), e os bombeiros combateram as chamas durante várias horas antes de conseguirem apagá-las.

O incêndio propagou-se a partir de dois níveis do subsolo, onde aconteciam obras nas instalações de uma boate que funciona no local.

Imagens de televisão mostraram o prédio em chamas e uma fumaça espessa subindo dos andares superiores.

O canal de televisão NTV indicou que cinco pessoas foram presas durante a investigação.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo