Mundo

Hamas relata quatro mortes após corte de oxigênio em hospital de Gaza atacado por Israel

Após o cerco israelense, as vidas de outros seis pacientes na unidade de terapia intensiva estão em perigo, assim como as vidas de três crianças na creche do estabelecimento

Interior do hospital Nasser após os primeiros bombardeios de Israel. Foto: AFP
Apoie Siga-nos no

O Ministério da Saúde do Hamas anunciou nesta sexta-feira que quatro pacientes morreram após os cortes de energia elétrica que interromperam a distribuição de oxigênio medicinal em um hospital de Gaza, depois que as forças israelenses assumiram o controle do local.

“Os geradores do complexo de saúde pararam e a energia elétrica foi cortada no hospital Nasser de Khan Yunis”, no sul do território palestino, afirma um comunicado.

Segundo o ministério, as vidas de outros seis pacientes na unidade de terapia intensiva estão em perigo, assim como as vidas de três crianças na creche do estabelecimento.

O movimento islamista afirmou que considera “as forças israelenses responsáveis pelas vidas dos pacientes e das equipes médicas”.

Centenas de pessoas, incluindo pacientes, profissionais da saúde e civis, permaneciam no interior do centro médico, informou o ministério na quinta-feira.

O Exército israelense iniciou na quinta-feira uma “operação seletiva e limitada” no hospital, depois de anunciar que recebeu “informações confiáveis” de que o Hamas manteve reféns no local e que “poderia haver corpos” de pessoas sequestradas no estabelecimento.

Milhares de civis que fugiram da guerra encontraram refúgio no hospital Nasser nas últimas semanas.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo