Justiça

Tribunal de Justiça do Rio emite mandados de prisão a Queiroz e Márcia

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro havia sido beneficiado com a prisão domiciliar junto à esposa

Fabrício Queiroz e Márcia Aguiar. Foto: Redes Sociais Queiroz e Márcia, investigados e alvo de ordem de prisão. Foto: Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) emitiu mandados de prisão contra o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Fabrício Queiroz, e a esposa Márcia Aguiar, nesta sexta-feira 14. A informação é do portal G1.

Queiroz e Márcia estavam em prisão domiciliar, por concessão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O ex-assessor foi preso em 18 de junho, por envolvimento com a prática de rachadinhas, quando Flávio Bolsonaro era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

No entanto, o STJ liberou a Queiroz o benefício da prisão domiciliar por compreender que havia riscos de contaminação pelo coronavírus. A Corte não aplicou o mesmo entendimento a outros presos que fazem parte do grupo de risco da covid-19.

Márcia, que estava foragida, só se apresentou à Justiça depois que foi contemplada com o benefício. Ela foi cumprir a pena com o marido em uma casa na zona oeste da capital fluminense.

Fischer determinou fim da prisão domiciliar

Em decisão nesta semana, o ministro Félix Fischer, do STJ, determinou o fim da prisão domiciliar para Queiroz.

Para o magistrado, há indícios de que Queiroz e a esposa atuaram “arduamente” para impedir e adulterar a produção de provas na prática de rachadinha. Além disso, considerou que não há comprovação de que o ex-assessor se encontra extremamente debilitado a ponto de não poder voltar para a cadeia.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo