Sérgio Reis e deputado bolsonarista são alvos da Polícia Federal

Ação contra cantor sertanejo e Otoni de Paula foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes e atende a pedido da PGR

O cantor Sergio Reis. Foto: Reprodução/TV Globo

O cantor Sergio Reis. Foto: Reprodução/TV Globo

Justiça,Política

O cantor Sérgio Reis e o deputado federal Otoni de Paula são alvos na manhã desta sexta-feira 20 de mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal.

Ao todo, 29 mandados foram autorizados pelo ministro Alexandre de Moraes e atendem a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), que apura manifestações contra as instituições.

“O objetivo das medidas é apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes”, diz a PF em nota.

 

 

Os mandados são cumpridos no Distrito Federal (1), Santa Catarina (6), São Paulo (2), Rio de Janeiro (1), Mato Grosso (1), Ceará (1) e Paraná (1).

A investigação está relacionada à ameaça de greve nacional de caminhoneiros, feita em áudio e vídeo atribuídos ao cantor.  De acordo com o artista, o ato seria contra os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal.

 

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem