Justiça

Rússia autoriza extradição de suspeito por ataque à sede do Porta dos Fundos

Eduardo Fauzi deve ser encaminhado para um presídio no Rio de Janeiro

Eduardo Fauzi, acusado de envolvimento no atentado contra o Porta dos Fundos. Foto: Reprodução
Eduardo Fauzi, acusado de envolvimento no atentado contra o Porta dos Fundos. Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

A Procuradoria-Geral da Rússia autorizou a extradição de Eduardo Fauzi Richard Cerquise, economista e empresário de 41 anos que teria participado de um atentado contra o prédio do canal de humor Porta dos Fundos, em 24 de dezembro de 2019, por ocasião de um filme que retratava Jesus Cristo como homossexual.

A informação sobre a decisão da Justiça russa foi divulgada nesta quinta-feira 13 pelo portal G1O homem estava preso na Rússia desde setembro de 2020.

Ele havia sido identificado pela 10ª Delegacia de Polícia de Botafogo a partir de gravações de 50 câmeras de monitoramento. Uma das câmeras havia flagrado o instante em que ele desceu do veículo utilizado para a fuga momentos após o ataque.

O empresário fugiu para a Rússia em 29 de dezembro daquele ano, depois que as investigações no Brasil tinham sido abertas. Dois dias depois, o Ministério das Relações Exteriores o reconheceu como foragido e pediu a sua extradição no início de 2020.

De acordo com o G1, a partir de informações do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, o homem ficou preso preventivamente em uma penitenciária na capital do país.

A entrega da custódia de Fauzi a policiais brasileiros será realizada no Aeroporto Internacional de Moscou. Ele deve ser encaminhado para o presídio José Frederido Marques, em Benfica, na zona norte do Rio de Janeiro.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.