Justiça

Rachadinhas: Parentes da ex-mulher de Bolsonaro integram “organização criminosa”, diz MP

Documentos mostram que oito pessoas retiraram 2,1 milhões de reais em mais de 4 mil saques

Rachadinhas: Parentes da ex-mulher de Bolsonaro integram
Rachadinhas: Parentes da ex-mulher de Bolsonaro integram "organização criminosa", diz MP.
Apoie Siga-nos no

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) acusa oito familiares de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro, de formarem uma “organização criminosa”.

Documentos da quebra de sigilo bancário dos parentes, divulgados pelo jornal O Globo, mostram que esse núcleo da investigação da “rachadinha” no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro  tinha o hábito de sacar várias vezes  500 reais de suas respectivas contas, sempre próximo às datas de pagamento.

Dos 9.859 saques entre 2007 e 2018, 4.294 foram nesse mesmo valor — o equivalente  a 44% de todas as operações feitas. Os valores somaram um total de R$ 2,1 milhões.

Segundo o MP, os familiares da ex-madrasta de Flávio “sacavam quase a integralidade dos salários recebidos na Alerj para repassar os valores em espécie a outros integrantes da organização criminosa”.

Juntos no banco 

Em 354 oportunidades, ao menos dois parentes de Ana Cristina foram ao banco no mesmo dia e realizaram a mesma quantidade de saques, no mesmo valor.

Há ocasiões em que mais da metade do núcleo investigado esteve no banco para realizar saques, no mesmo dia e com a mesma frequência.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.