Justiça

Mulher que publicou ‘fogo nos racistas’ ao denunciar loja é condenada por danos morais

O TJ-SP determinou o pagamento de 5 mil reais ao estabelecimento

Manifestantes acusam rede de hipermercados de racismo. Foto: SILVIO AVILA/AFP
Manifestantes acusam rede de hipermercados de racismo. Foto: SILVIO AVILA/AFP
Apoie Siga-nos no

O Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou a condenação por danos morais a uma mulher que relatou nas redes sociais um caso de injúria racial cometido a sua irmã. 

Em 2020, Rafaela Nascimento Rosa contou em uma publicação no Facebook que no ano anterior, sua irmã havia sofrido racismo em uma loja de Mogi Guaçu, interior de São Paulo. 

Em meio ao relato, ela usou a expressão “fogo nos racistas”, referência a uma música do rapper Djonga. 

Segundo o relato, Rosângela teria entrado na loja Kawayi Bijuterias e Presentes para trocar um item, quando foi ofendida e expulsa do estabelecimento pelo casal de donos, Jianyi Chen e sua esposa. 

Uma Pprova pericial comprovou lesões corporais leves e a Justiça condenou os agressores a indenizarem Rosângela em 15 mil reais. 

Rafaela foi processada pelo casal de donos do estabelecimento, que alegaram terem sido vítimas de ofensas desencadeadas pela postagem. 

Os comerciantes alegam que a publicação ensejou manifestações contra racismo na porta da loja, além de reportagens de televisão e vandalismo. 

“As publicações e comentários perpetrados extrapolaram os limites do razoável e da exposição da liberdade de manifestação de pensamento e opinião da ré e ofenderam a imagem e honra objetiva da autora”, afirmou o desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, relator da ação. 

Segundo o entendimento do magistrado, a ré “acabou, por sua própria conta, imputando à autora a prática de racismo, além de incitar a prática de crime (fogo nos racistas) contra ela, trazendo, desta forma, graves consequências a sua honra e imagem, o que se verifica nos comentários existentes na postagem”.

Rafaela foi condenada ao pagamento de 5 mil reais de modo a indenizar os danos morais causados pela publicação, além de não voltar a fazer postagens contra o estabelecimento. 

A defesa de Rafaela afirmou que irá recorrer da condenação.

Marina Verenicz
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.