Justiça

Mendonça vota para rejeitar denúncia contra 200 golpistas envolvidos no atos do dia 8 de Janeiro

O placar está em 5 a 1 para tornar réus 250 bolsonaristas por crimes de depredação e abolição violenta do Estado Democrático de Direito

O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal. Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Apoie Siga-nos no

O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal votou pela rejeição da denúncia contra 200 participantes dos atos golpistas do último 8 de Janeiro, em Brasília.

O escolhido por Jair Bolsonaro (PL) se manifestou favorável para tornar réus outras 50 pessoas envolvidas nos crimes.

Na decisão que rejeitou a acusação apresentada pela procuradoria-Geral da União, Mendonça alegou que o órgão não conseguiu individualizar suficientemente as condutas dos acusados.

“As denúncias não apresentaram indícios suficientes de autoria e materialidade dos graves delitos narrados”, cita trecho da decisão.

Com o voto do ministro, o placar do julgamento para receber a denúncia contra os golpistas está em 5 a 1. Já apresentaram seus votos os ministros Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Luiz Edson Fachin e Rosa Weber.

O prazo para apresentação do voto dos ministros neste terceiro bloco de denúncias encerra às 23h59 de segunda-feira, 8.

Ao todo, a PGR já apresentou 1.390 denúncias contra os envolvidos nos ataques às sedes dos Três Poderes.

Os envolvidos respondem por abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, crime de dano quadruplamente qualificado pela violência e grave ameaça, com emprego de substância inflamável, contra o patrimônio da União e com considerável prejuízo para a vítima e deterioração do patrimônio tombado.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo