Justiça

Justiça condena homem por atos preparatórios de terrorismo em Goiás

O acusado mantinha uma grande quantidade de munições, dos mais variados calibres, além de uma granada de morteiro de alto poder destrutivo

Foto: Divulgação/Tribunal de Justiça de Goiás
Apoie Siga-nos no

O Tribunal de Justiça de Goiás condenou um homem a seis anos de prisão por realizar atos preparatórios de terrorismo em Goiás. A sentença contou com o endosso do Ministério Público Federal, que confirmou a decisão na última terça-feira 28.

Operações de busca e apreensão identificaram que o acusado mantinha uma grande quantidade de munições, de diversos calibres, além de uma granada de morteiro de alto poder destrutivo.

A polícia também analisou o histórico de pesquisas realizadas pelo homem na internet, com claro interesse por armamentos, bombas, grupos extremistas e organizações paramilitares. Os investigadores ainda confirmaram buscas com conteúdos racistas, discriminatórios e misóginos, além de conversas com pessoas em árabe e em russo.

O homem passou a ser investigado depois de denúncias anônimas relatarem comportamentos agressivos no ambiente de trabalho. No material compartilhado por ele, havia vídeos do Estado Islâmico e fotos de uma granada morteiro associada à imagem da empresa onde trabalhava.

A sentença determinou o envio do material apreendido (munições e explosivo) ao Exército, para destruição. O MPF apresentou a denúncia em abril deste ano.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.