Deputado bolsonarista é condenado a indenizar Felipe Neto em R$ 35 mil

Carlos Jordy insinuou que o youtuber teria influenciado atiradores que invadiram uma escola em Suzano em 2019

Deputado bolsonarista Carlos Jordy / disponibilização Câmara dos Deputados

Deputado bolsonarista Carlos Jordy / disponibilização Câmara dos Deputados

Justiça,Política

O deputado bolsonarista Carlos Jordy (PSL-RJ) foi condenado a indenizar o influenciador digital Felipe Neto por associá-lo à tragédia ocorrida em Suzano (SP), em que atiradores mataram cinco estudantes e duas funcionárias em uma escola, em 2019.

Além da indenização por danos morais, arbitrada em 35 mil reais, o parlamentar também terá de se retratar publicamente. 

Na época, o deputado publicou em uma rede social que Felipe Neto teria influenciado, por meio de seus vídeos no Youtube, os autores da tragédia. 

“Quando digo que país não devem deixar os filhos assistirem vídeos do Felipe Neto, não é brincadeira. Em 2016, ele fez vídeo ensinando a entrarem em sites da deepweb. Agora descobriram que os assassinos de Suzano pegaram as informações para o massacre num dos sites após assistirem ao vídeo”, dizia a publicação. 

 

 

 

A desembargadora da 13a Câmara Cível do Rio de Janeiro entendeu que o controle de acesso aos vídeos do influenciador deve ser realizado pelos pais e responsáveis e não dá ao deputado o direito de macular a imagem, ainda mais quando não há nenhuma prova robusta e eficaz da alegação.

A magistrada ainda afirma não haver nexo de causalidade entre os autores serem seguidores do youtuber e a influência de Felipe Neto no caso. 

O parlamentar tentou apelar da decisão, no entanto, o recurso foi negado. O caso tramita no TJ/RJ por prerrogativa de função do deputado. 

O influenciador já havia afirmado que o dinheiro pago a ele por Jordy será doado ao Instituto Marielle Franco e ao Ocupa Sapatão. 

Neste fim de semana, o parlamentar precisou desativar os comentários de suas redes sociais após fãs de Felipe Neto invadirem suas publicações cobrando o pagamento da indenização. 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem