Esporte

Fifa bane Rubiales do futebol por beijo forçado em Jenni Hermoso

Punição ao ex-presidente da Federação de futebol espanhola vale por 3 anos

Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

A Fifa baniu Luis Rubiales, ex-presidente da Federação Espanhola de Futebol (RFEF), por 3 anos. A decisão foi divulgada nesta segunda-feira 30 e foi motivada pelo beijo forçado na jogadora Jenni Hermoso durante a comemoração do título da Copa do Mundo Feminina.

A decisão pelo banimento amplia o afastamento de Rubiales do futebol, já que ele estava suspenso provisoriamente por 90 dias. Antes, ele já havia renunciado ao posto de presidente da federação. A punição anunciada pela Fifa, importante dizer, não bloqueia o andamento dos processos judiciais abertos contra Rubiales pelo beijo forçado na jogadora. Ele segue, portanto, na mira da Justiça espanhola pelo episódio.

Segundo a Fifa, o ex-presidente cometeu uma violação do artigo 13 do Código Disciplinar da organização. O artigo está relacionado a um “comportamento ofensivo”. Ainda cabe recurso ao Comitê de Apelações da Fifa. Rubiales  não comentou a decisão anunciada nesta segunda. Hermoso também não se pronunciou.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo