Editorial

assine e leia

Os vilões e o heroi

Interpretam um capítulo da oposição à política econômica do governo, confirmam a prática da tática das fake news e empenham-se para favorecer Bolsonaro

As cinco figuras a compor a galeria dos horrores do programa Os Pingo nos IS não desmerecem a companhia de Roberto Civita, última personagem do conjunto, autor do Apocalipse da Editora Abril – Imagem: Manoel Amorim/Valor Econômico/Ag. O Globo e Redes sociais
Apoie Siga-nos no

Que diria Marcelino de Carvalho de um sobrinho-neto chamado Tutinha? Refinado indivíduo, mestre da etiqueta, em juventude tido o cidadão mais elegante de São Paulo, não aprovaria aquele nome vulgar, ainda que seja o de um abastado investidor do mercado de capitais, em documentos oficiais a se apresentar como Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho. Trata-se, a bem da precisão, de um representante da corja de vilões aos olhos da equipe econômica do governo Lula.

Estão, na verdade, em companhia dos editoriais dos jornalões nativos, Estadão, Folha e O Globo, em perfeita sintonia na repulsa compacta ao governo. Com a volta de Bolsonaro à ribalta, a Jovem Pan tem novamente índices elevados de audiência e sua rádio é capitânia do grupo, a liderar o setor, São Paulo incluída, onde conta com 260 mil ouvintes por minuto e atinge 3,5 milhões por mês. Um dos momentos mais sombrios, manipulados e manipuladores da sua programação é representado por uma galeria de horrores intitulada Os Pingos no Is, na interpretação delirante de alguns indivíduos habilitados a praticar a seu modo a técnica das fake news, enquanto pisam sem dó nem piedade na língua portuguesa, brutalmente enxovalhada.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

10s