Editorial

assine e leia

O futebol perdeu sua magia

Na voz dos locutores, torcedores em vez de jornalistas, o esporte às vezes torna-se patético

O time perfeito: zagueiro italiano é 25 centímetros mais alto que Pelé, mas é o primeiro gol do 4 a 1 – Imagem: Arquivo/Popperfoto-AFP
Apoie Siga-nos no

Quando, ainda adolescente, cheguei ao Brasil, disseram-me que este era o país do carnaval e do futebol. Assim, decidi fundir o folião e o torcedor em uma única personagem. Antes de cair na gandaia, o cidadão cuidara de tirar o anel de doutor, “para não dar o que falar”. E em lugar de chá com torradas tomou goles de cachaça, vestiu uma camisa listrada e saiu por aí. Em todo caso, sorria quando o povo dizia “sossega leão”. Para melhor entendimento da figura, colocara um canivete no cinto e carregava um pandeiro na mão.

Fatal gol de Ghiggia… – Imagem: AFP/Arquivo

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo