CartaExpressa

Tereza Cristina omite MEC, alega não haver corrupção e diz que Bolsonaro passou mal por ‘trabalhar muito’

A ministra da Agricultura escondeu as revelações sobre o funcionamento de um gabinete paralelo, que levou à queda de Milton Ribeiro na segunda 28.

Foto: Reprodução/TV Brasil
Foto: Reprodução/TV Brasil
Apoie Siga-nos no

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, repetiu nesta terça-feira 29 a alegação de que “não há corrupção” no governo de Jair Bolsonaro. Em evento em Ponta Porã (MS), ela omitiu as revelações sobre o funcionamento de um gabinete paralelo no Ministério da Educação, que levou à queda do ministro Milton Ribeiro na segunda 28.

“Nós fizemos muito com muito pouco, porque não houve corrupção no seu governo”, disse Cristina a Bolsonaro, presente na cerimônia. A ministra também mencionou a ida do ex-capitão ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília, na noite de segunda. De acordo com auxiliares do presidente, ele apresentou dores abdominais e refluxo, como já ocorreu em outras ocasiões.

“O presidente ontem não se sentiu bem, porque ele trabalha muito. Mesmo assim, saiu do hospital e, quando liguei ontem à noite preocupada por ele ter ido ao hospital, falaram que estava tudo mantido e que ele viria [a Ponta Porã]”, emendou Tereza Cristina.

A queda de Milton Ribeiro do MEC ocorreu em meio a descobertas sobre o protagonismo de dois pastores na liberação de recursos da pasta. Na semana passada, o jornal Folha de S.Paulo divulgou um áudio que confirma a influência de líderes religiosos sobre o repasse de verbas.

Na gravação, Ribeiro admite priorizar, a pedido de Bolsonaro, o envio de recursos a prefeituras indicadas por Gilmar Santos e Arilton Moura, da Convenção Nacional de Igrejas e Ministros das Assembleias de Deus no Brasil.

“Foi um pedido especial que o presidente da República fez para mim sobre a questão do [pastor] Gilmar”, disse Ribeiro em reunião com prefeitos e os dois líderes religiosos. “Minha prioridade é atender primeiro os municípios que mais precisam e, em segundo, atender a todos que são amigos do pastor Gilmar.”

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.