CartaExpressa

Silvio Almeida defende a descriminalização das drogas para combater o tráfico

O ministro afirmou, no entanto, não haver direcionamento do governo federal em relação ao tema

Foto: Clarice Castro - Ascom/MDHC
Apoie Siga-nos no

O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, declarou ser favorável à descriminalização das drogas, durante audiência na Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira 12.

Almeida afirmou que a descriminalização seria parte de uma estratégia de combate ao crime organizado e que o uso de drogas “é um problema de saúde pública”, não de natureza criminal.

Segundo ele, porém, não há direcionamento do governo federal em relação a esse tema, e a declaração decorre somente de uma opinião pessoal, com base em “ampla literatura” e “experiências internacionais”.

“Descriminalização das drogas não é o contrário de regulação, de colocação em fluxos econômicos e de um debate político e jurídico no campo da saúde pública, a exemplo do que é feito em outros países”, disse.

Em oportunidade anterior, Almeida já havia se manifestado a favor da descriminalização das drogas, também como forma de reduzir a pressão sobre o sistema carcerário brasileiro. A afirmação ocorreu em entrevista à BBC News Brasil, em janeiro.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.