CartaExpressa

Ninguém suporta mais as cretinices de Bolsonaro, diz Lula

Ninguém suporta mais as cretinices de Bolsonaro, diz Lula

O petista rechaçou qualquer suspeita de que as urnas eletrônicas foram fraudadas

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O ex-presidente Lula rebateu na manhã desta terça-feira 3 as alegações do presidente Jair Bolsonaro de que as urnas eletrônicas são fraudáveis. Em entrevista à rádio Brasil Atual, o petista afirmou que a única eleição que foi ‘roubada’ foi a que elegeu Bolsonaro em 2018, com uso de fake news e decisões que tiraram o PT do páreo.

“A única eleição que foi roubada, que foi uma farsa, que foi uma mentira, foi a de Bolsonaro. Só tem um candidato a presidente que pode dizer que ganhou uma eleição roubada, com base na mentira, com base no medo, e foi Bolsonaro. Todo mundo sabe o que aconteceu com fake news nas eleições de 2018. Ele conhece e é especialista em contar mentiras”, afirmou Lula.

Na entrevista, o petista rechaçou qualquer suspeita de que as urnas eletrônicas foram fraudadas em 2014 ou em 2018 como alardeia Bolsonaro e rebateu os ataques do atual presidente.

“Colocar em cheque a urna eletrônica neste instante histórico, depois de tantas eleições em que não houve uma única prova de um único fato de corrupção, é efetivamente ficar procurando pelo em ovo”, rebateu. “Ele tem a obrigação de governar o País e parar de falar bobagem porque ninguém suporta mais as cretinices que Bolsonaro utiliza todo santo dia, inclusive com palavras chulas, ofendendo as pessoas”, completou.

Lula disse ainda que considera positivas as últimas ações do Supremo Tribunal Federal (STF), Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Congresso que tentam responsabilizar Bolsonaro pelos ataques e mentiras contadas sobre as urnas eletrônicas.

“As instituições estão no caminho certo para tentar corrigir a insanidade do presidente”, destacou.

Na segunda-feira 2, o TSE tomou duas decisões que marcam uma reação a Bolsonaro. Além da abertura de um inquérito administrativo para investigar os ataques infundados e as ameaças do presidente às eleições de 2022, a Corte enviou ao STF uma notícia-crime para incluir Bolsonaro no chamado inquérito das Fake News. As mentiras do presidente também podem estar também na mira das comissões de inquérito no Congresso.

Na conversa, Lula também elogiou a atuação da CPI da Covid ao revelar supostos esquemas de corrupção no atual governo e cobrou uma ação mais firme do Judiciário para garantir que os depoentes não possam mentir durante os depoimentos.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem