CartaExpressa,Política

‘Não penso em mudar’: Barroso rebate Bolsonaro e diz que se limitou a seguir a Constituição

‘Não penso em mudar’: Barroso rebate Bolsonaro e diz que se limitou a seguir a Constituição

Após ordem pela abertura de CPI, o presidente acusou o ministro de fazer 'politicalha'

Luís Roberto Barroso e Jair Bolsonaro. Fotos: Nelson Jr./STF e Evaristo Sá/AFP

Luís Roberto Barroso e Jair Bolsonaro. Fotos: Nelson Jr./STF e Evaristo Sá/AFP

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, divulgou uma nota na tarde desta sexta-feira 9 em que rebate o ataque desferido contra ele pelo presidente Jair Bolsonaro.

Um dia depois de determinar ao Senado a abertura da CPI da Pandemia, que investigará a omissão do governo federal no enfrentamento à Covid-19, o ministro afirmou que se limitou “a aplicar o que está previsto na Constituição, na linha de pacífica jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, e após consultar todos os Ministros”.

“Cumpro a Constituição e desempenho o meu papel com seriedade, educação e serenidade. Não penso em mudar”.

Menos de 24 horas depois da ordem do STF, Bolsonaro afirmou que “falta coragem moral para o Barroso e sobra ativismo judicial”.

“Não é disso que o Brasil precisa. Vivemos em um momento crítico de pandemia, pessoas morrem, e o ministro do STF faz politicalha junto ao Senado”, disse o presidente a apoiadores nesta sexta.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem