CartaExpressa

Mourão admite: Preço do litro da gasolina não voltará a ser R$ 4

‘O preço do combustível, fruto até da questão da transição energética que nós temos de viver, não vai voltar aos patamares que a gente gostaria’, reconheceu

HAMILTON MOURÃO, VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA. FOTO: SERGIO LIMA/AFP
HAMILTON MOURÃO, VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA. FOTO: SERGIO LIMA/AFP
Apoie Siga-nos no

O vice-presidente Hamilton Mourão, admitiu nesta quarta-feira 16 que o preço do litro da gasolina não voltará a cerca de 4 reais, como era há alguns anos. Na quinta-feira 10, a Petrobras anunciou um reajuste de 18,8% na gasolina, de 24,9% no diesel e de 16,1% no gás de cozinha.

“O mercado começa a se reequilibrar. Bateu nos 139 dólares, já está em 99, 98. É óbvio, essa flutuação, acredito que a Petrobras ela vai encaixar isso aí e vai haver uma redução”, disse a jornalistas. “Uma realidade a gente tem que entender: o preço do combustível, fruto até da questão da transição energética que nós temos de viver, não vai voltar aos patamares que a gente gostaria. Não vamos mais, na minha visão, pagar 4 reais por litro de gasolina, vai ser difícil isso acontecer”, completou Mourão.

Ao ser questionado se o preço da gasolina entre 7 e 8 reais “veio para ficar”, o vice afirmou ver espaço para que os postos cobrem em torno de 6 reais.

A alta no valor dos combustíveis tem sido motivo de reclamação do presidente Jair Bolsonaro que, na terça-feira 15, chegou a afirmar que a Petrobras “não colabora com nada”.

“O petróleo chegou a 135 dólares na semana passada, agora caiu e está em 100. A gente está esperando, inclusive, ter um retorno da Petrobras para rever estes preços que foram absurdamente majorados na semana passada”, disse o ex-capitão em entrevista à TV Ponta Negra, do Rio Grande do Norte.

“Qualquer nova alta a gente vai desencadear, de nossa parte aqui, o processo para que o reajuste não chegue na ponta da linha para o consumidor. É impagável o preço dos combustíveis no Brasil. E lamentavelmente a Petrobras não colabora com nada”, acrescentou.

CartaCapital

CartaCapital Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.