CartaExpressa

Mesmo com o fim do ‘Terça Livre’, Google quer Allan dos Santos condenado por má-fe

A empresa alega que o blogueiro agiu reiteradamente de má-fe na Justiça e decidiu manter o pedido contra o bolsonarista

O BLOGUEIRO ALLAN DOS SANTOS. FOTO: ROQUE DE SÁ/AGÊNCIA SENADO O BLOGUEIRO ALLAN DOS SANTOS. FOTO: ROQUE DE SÁ/AGÊNCIA SENADO
O BLOGUEIRO ALLAN DOS SANTOS. FOTO: ROQUE DE SÁ/AGÊNCIA SENADO O BLOGUEIRO ALLAN DOS SANTOS. FOTO: ROQUE DE SÁ/AGÊNCIA SENADO
Apoie Siga-nos no

Em um novo capítulo da batalha judicial travada entre Allan dos Santos e a Google, dona do Youtube, o blogueiro pediu encerramento do caso por perda de objeto, já que decidiu encerrar seu canal no último sábado 23. Com o fim do site, dos Santos alega que não precisa mais da reativação do canal de vídeos, solicitada por ele na Justiça.

A empresa, no entanto, deseja manter o processo em andamento e reforça o pedido de condenação do blogueiro por litigância de má-fé. A informação foi registrada pelo jornal Folha de S. Paulo desta sexta-feira 29.

De acordo com a Google, o blogueiro bolsonarista tem agido reiteradamente de má-fé. No pedido de manutenção do processo, a empresa diz que ele tem “postura deliberada e sistemática de falsear a verdade” com o objetivo de induzir a Justiça ao erro e ganhar repercussão midiática. A postura, alega, deve ser condenada mesmo com o fim do site.

O caso ganhou mais notoriedade na última semana, quando a empresa anexou e-mails desmentido Allan dos Santos no caso. O blogueiro dizia que não tinha sido informado sobre os motivos da exclusão do canal e que o Youtube teria descumprido, portanto, decisões judiciais. As declarações, no entanto, eram mentirosas, como comprovam as mensagens anexadas pela empresa ao processo.

Além do perfil oficial do Terça Livre, a Google também retirou do ar outros dois canais alternativos usados por Allan dos Santos para driblar a decisão de Alexandre de Moraes, que também pediu a prisão do blogueiro no último dia 21 de outubro. Desde então, ele segue foragido nos Estados Unidos, de onde Moraes pediu que fosse extraditado.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.