CartaExpressa

Lula participa de ato das centrais sindicais em comemoração ao Dia do Trabalho

A agenda em São Paulo foi confirmada pelo petista nas redes sociais; o presidente deve reforçar as medidas do governo sobre valorização do salário mínimo e isenção no IR

Foto: EVARISTO SA / AFP
Apoie Siga-nos no

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desembarca na manhã desta segunda-feira 1º em São Paulo para participar do ato convocado por centrais sindicais em alusão ao Dia do Trabalho.

Lula, que é metalúrgico, iniciou sua carreira política à frente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Durante a disputa presidencial, o petista fez seu primeiro ato de campanha com operários e sindicalistas em São Bernardo do Campo.

A agenda foi confirmada pelo petista nas redes sociais. “Bom dia. Logo mais estarei em São Paulo, no ato das centrais sindicais no 1º de maio”, afirmou.

Durante o evento, previsto para às 10h no Vale do Anhangabaú, centro da capital paulista, Lula deve reforçar a política de valorização do salário mínimo e ressaltar os esforços do governo para isentar o pagamento do Imposto de Renda para quem recebe até 5 mil reais.

As medidas, que passam a valer a partir de hoje, foram anunciadas durante pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV no domingo. O petista elevou o mínimo para 1.320 reais e a faixa de isenção do tributo para 2.640 reais.

O ato foi convocado pela Central Única dos Trabalhadores, Força Sindical, Central dos Sindicatos Brasileiros, além de outras entidades. Esta será a primeira participação de Lula no 1º de Maio desde que assumiu a presidência da República neste terceiro mandato.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar