CartaExpressa

‘Há um compromisso de Bolsonaro de aceitar o resultado do plenário’, diz Lira sobre voto impresso

O presidente da Câmara afirmou torcer ‘para que não haja vencidos ou vencedores’, mas um resultado ‘que todos entendam’

Jair Bolsonaro e Arthur Lira. Foto: Marcos Corrêa/PR
Jair Bolsonaro e Arthur Lira. Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse nesta terça-feira 10 que, independentemente do resultado da análise da PEC do Voto Impresso, “haverá consequências”.

Lira, porém, voltou a declarar a jornalistas que, se a proposta for rejeitada, “há um compromisso do presidente da República de que cumprirá e aceitará o resultado do plenário”.

“Todos os deputados que estão aqui foram eleitos pelo sistema de urna eletrônica. Eu já passei por oito eleições, seis delas no sistema eletrônico. Não posso, nem tenho prova para dizer que o sistema não é correto. Mas não custa nada chegarmos a um acordo pacífico entre os Poderes para aumentar a auditagem das urnas”, acrescentou, voltando a mencionar uma ‘sugestão’ para o caso de a PEC ser rechaçada nesta terça.

Lira ainda disse torcer “para que não haja vencidos ou vencedores”, mas um resultado “que todos entendam”.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!