CartaExpressa

Com Bolsonaro internado, organizadores cancelam ‘motociata’ em Manaus

Informação foi confirmada pelo Coronel Alfredo Menezes em vídeo publicado nas redes sociais

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Organizadores da ‘motociata’ em Manaus (AM) confirmaram nesta quarta-feira 14 que o evento está cancelado. O passeio teria a participação de Jair Bolsonaro e ocorreria no próximo fim de semana.

Apesar de não citar como motivação oficial, a decisão foi tomada poucas horas depois das notícias sobre a internação do presidente para tratar do soluço e de dores abdominais.

A informação do cancelamento foi confirmada pelo Coronel Alfredo Menezes em vídeo publicado nas redes sociais.

“Quero informar, oficialmente, a toda população do Estado do Amazonas, que os eventos que o presidente Bolsonaro teria na sua agenda nos dias 16 e 17 de julho em Manaus estão cancelados. Posteriormente nós daremos mais informações. Então, em resumo, a ‘motociata’ está cancelada e aguardamos agora novas instruções”, informou Menezes.

Mais cedo, por nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) informou que Bolsonaro está nos hospital para ‘investigar a causa dos soluços’ e ficará até 48 horas em observação, mas não necessariamente hospitalizado.

Horas depois, o médico Antônio Luiz Macedo, que operou o mandatário logo após a facada em 2018, foi chamado para examinar o presidente em Brasília. As informações são de que Bolsonaro pode ser operado, dependendo da avaliação.

A cirurgia já era esperada e foi confirmada em abril pelo próprio presidente, mas ainda não tinha data para acontecer. A operação é para conter uma hérnia, procedimento bem semelhante ao realizado em 2019 pelo próprio  Macedo.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!