CartaExpressa

Cineasta Spike Lee chama Bolsonaro de ‘gângster’ no Festival de Cannes

Cineasta Spike Lee chama Bolsonaro de ‘gângster’ no Festival de Cannes

FOTO: VALERY HACHE/AFP

FOTO: VALERY HACHE/AFP

O cineasta americano Spike Lee chamou o presidente Jair Bolsonaro de “gângster”, nesta terça-feira 6, durante abertura de cerimônia da 74ª edição do Festival de Cannes.

“Este mundo é governado por gângsters. O Agente Laranja [Donald Trump] , o Cara do Brasil [Bolsonaro] e o [presidente russo Vladimir] Putin. Eles são gângsters e farão o que quiserem. Eles não têm moral nem escrúpulos. E temos que falar abertamente contra gângsteres como esse”, declarou.

Lee foi escolhido como presidente do júri da edição deste ano, à frente de um grupo que ainda tem nomes como Song Kang-ho, Mélanie Laurent, Mati Diop, Maggie Gyllenhaal e o cineasta pernambucano Kleber Mendonça Filho.

 

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem