CartaExpressa

Alckmin só pensa em ser vice de Lula, garante Paulinho da Força

Presidente do Solidariedade também disse que está confiante na possibilidade de que o ex-governador vá para seu partido

Foto: Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Foto: Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O deputado federal e presidente do Solidariedade, Paulinho da Força, afirmou nesta quinta-feira 13 que Geraldo Alckmin tem um único objetivo no momento: ser vice na chapa de Lula. Para ele, o ex-tucano nem cogita mais a possibilidade de concorrer para o governo de São Paulo ou buscar uma vaga no Senado. A afirmação foi dada em entrevista ao site Metrópoles.

“A impressão que fiquei foi só essa, quer ser é candidato a vice. Ele só falou de problemas nacionais na nossa conversa, da economia, geração de emprego, crescimento. Está preocupado com isso, não com questões estaduais”, garantiu Paulinho.

A análise do deputado ocorre poucos dias depois de se encontrar com Alckmin em uma padaria de São Paulo, quando formalizou o convite para que o ex-governador se filie ao Solidariedade. Ao site, Paulinho disse estar confiante na possibilidade de receber o ex-tucano no seu partido.

“Abri essa possibilidade dele vir para cá. O Kassab praticamente descartou a ida dele para o PSD. Tem o PV, mas se trata de um partido em extinção. E o PSB nos deixa a impressão de que está usando ele como moeda de troca”, explicou o parlamentar sobre os motivos da empolgação. “Ele foi quatro vezes governador de São Paulo e com o prestígio que tem vai virar moeda de troca?!”, disse alfinetando os pessebistas logo em seguida.

Paulinho ainda garantiu que, em conversas que teve com dirigentes do PT, a chapa entre o ex-tucano e Lula estaria confirmada.

“Tenho informação de gente dentro do PT, gente que manda, que o Alckmin será mesmo o vice do Lula. E que só falta escolher o partido dele”, cravou o político.

No PT, no entanto, a chapa ainda não está confirmada. Nomes importantes da sigla lideram uma cruzada contra a aliança com o ex-adversário. A disputa tem, inclusive, um abaixo-assinado para formalizar o descontentamento de petistas com a aproximação.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!