A perseguição ao padre Júlio Lancellotti

A equipe de CartaCapital discute as principais notícias da semana no programa ‘Fechamento’

Na primeira edição do “Fechamento” de 2024, a equipe de CartaCapital discute a perseguição da direita ao padre Júlio Lancellotti, da pastoral de rua de São Paulo. Um vereador do União Brasil conseguiu o apoio de 24 parlamentares na Câmara Municipal para instalar uma “CPI das ONGs”, que buscará investigar a atuação de organizações não-governamentais na região da Cracolândia, centro da capital paulista. Na prática, um dos alvos da comissão é o padre Júlio, uma das principais lideranças no trabalho de assistência às populações vulneráveis da área.

Veja também: O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, diz em entrevista que o presidente Lula é o candidato de consenso do PT para as eleições de 2026. “Na minha opinião, é uma coisa que está bem pacificada, mão se discute”, disse o ministro. Haddad, entretanto, foi contrariado pela presidenta nacional do partido, Gleisi Hoffmann, que considera “extemporânea” a discussão sobre a sucessão.

Ainda nesta edição: A primeira onda de protestos na Argentina contra o governo de Javier Milei. O novo presidente determinou um “tarifaço” para o transporte público, com reajustes mensais. Pesquisas indicam Guilherme Boulos, do PSOL, na liderança para as eleições municipais de São Paulo neste ano. E a PGR vê corrupção de Alexandre Ramagem em caso de software espião na Abin de Jair Bolsonaro.

Sebastião Moura

Sebastião Moura

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar