Sustentabilidade

assine e leia

A privatização da água tornou-se um processo acelerado e contínuo

Há uma dissociação evidente entre o comércio da água e a proteção e manutenção daqueles elementos que garantem a sua perenidade

O controle privado limita o acesso da maioria - Imagem: iStockphoto
O controle privado limita o acesso da maioria - Imagem: iStockphoto
Apoie Siga-nos no

A criação do Dia Mundial da Água, durante a conferência Rio-92, foi um alerta para proteger a sociedade humana da escassez futura. Passados 30 anos, houve grande ebulição institucional, com a proliferação de eventos comemorativos. Foram, no entanto, minguados os avanços em políticas públicas para a sustentabilidade hídrica. Como resposta do mercado global, o que acontece hoje é o acirramento dos processos de privatização.

No mundo do business as usual, tudo vira mercadoria. É o reino de Midas, onde tudo o que se toca vira ouro. A água é precificada como commodity na Bolsa de Nova York. A flutuação do preço em um sistema de maior valia, em razão da escassez, prenuncia um futuro nefasto para as populações com menor possibilidade financeira. A lógica aponta para a exclusão dos mais vulneráveis.

Carlos Bocuhy

Carlos Bocuhy
Presidente do Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental, o Proam.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.