Sociedade

‘Menos um fazendo o L’: plataforma exclui motorista que atropelou e matou homem em São Paulo

A empresa esclareceu que o caso não ocorreu durante uma corrida, mas confirmou a exclusão permanente de Christopher Gonçalves Rodrigues de seu cadastro

Apoie Siga-nos no

O motorista de aplicativo Christopher Gonçalves Rodrigues que atropelou e matou um homem suspeito de furtar um celular no centro de São Paulo foi excluído da plataforma 99 para a qual trabalhava.

A empresa esclareceu que o caso não ocorreu durante uma corrida, mas confirmou a exclusão permanente de seu cadastro.

“A 99 informa que o motorista de aplicativo envolvido no incidente relatado era cadastro na plataforma, no entanto, o fato não ocorreu durante uma corrida. A empresa ressalta que repudia veementemente e tem uma política de tolerância zero a qualquer forma de violência. Dessa forma, o perfil do condutor foi permanentemente bloqueado”, informou, em nota.

O caso foi registrado no 78º DP no dia 25 de abril, inicialmente, como furto e morte acidental. Mas segundo o delegado Percival Alcântara, titular do 5º DP, onde o caso é investigado, o foco agora é apurar se o atropelamento foi acidental ou proposital.

Segundo o boletim de ocorrência, um rapaz disse que estava parado no trânsito com as janelas abertas quando teve o celular furtado por um homem que se aproximou do veículo. A vítima narrou que parou o veículo e tentou recuperar o aparelho, quando percebeu que o autor do furto estava caído no asfalto e tinha sido atropelado pelo carro em que estava Christopher. Segundo apuração do G1, o veículo era alugado.

Aos policiais, Christopher disse que não conseguiu parar a tempo e atropelou a vítima. Após o caso, no entanto, o motorista fez diversas publicações em suas redes sociais expondo o corpo do homem embaixo do veículo e debochando da situação. Ele chegou a dizer que seria ‘menos um fazendo o L’, em referência aos eleitores do presidente Lula (PT).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o autor do atropelamento foi ouvido na tarde de sexta-feira (28) no 5º Distrito Policial. Ainda serão ouvidos a vítima do furto e os policiais que atenderam a ocorrência.

O homem vítima do atropelamento era Matheus Campos Silva, de 21 anos. A irmã dele foi à delegacia e contou que o rapaz morava com a mãe e trabalhava como vendedor ambulante.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.