Sociedade

“Desejo que vocês terminem no inferno!”, diz Weintraub sobre Drauzio Varella

Uma reportagem apresentada pelo médico sobre transexuais presas foi o motivo que revoltou o ministro da Educação

Ministro da Educação, Abraham Weintraub e o médico Drauzio Varella. Fotos: reprodução.
Ministro da Educação, Abraham Weintraub e o médico Drauzio Varella. Fotos: reprodução.
Apoie Siga-nos no

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, se posicionou sobre a polêmica envolvendo a reportagem do médico Drauzio Varella sobre detentas transexuais. Segundo o ministro, Drauzio e a Globo não têm empatia ou compaixão com as crianças e famílias. “Antes que eu esqueça: desejo que vocês terminem no inferno!”, afirmou o integrante do governo de Jair Bolsonaro.

No domingo passado 1, Drauzio Varella apresentou reportagem exibida no programa Fantástico que mostrava como é a vida de uma pessoa transexual presa no Brasil. Uma das entrevistadas, que se chama Suzy, relatou ao médico que há 8 anos não recebia visita dentro do cárcere. Drauzio abraçou a detenta no final da entrevista e a cena comoveu muitas pessoas.

Neste domingo 8, uma semana após a exibição da reportagem, começou a circular pelas redes sociais a informação de que Suzy estava presa por estuprar e matar uma criança de apenas 9 anos. Mesmo sem a confirmação de que a presa responde por esse crime, as pessoas começaram a pedir boicote a Rede Globo e acusar o médico de apologia ao estupro.

No final da noite, o portal Drauzio Varella publicou uma nota explicando que em todos os lugares que pratica a medicina, ele não costuma perguntar para seus pacientes se eles fizeram algo de errado. “Sou médico, não juiz”, conclui o médico, que teve a nota lida e endossada pela Rede Globo.

Alexandre Putti

Alexandre Putti
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.