Sociedade

Atirador diz que não conhecia vítimas baleadas em colégio no Paraná, afirma secretário

Uma jovem morreu e o namorado dela permanece internado em estado gravíssimo após o ataque em Cambé

Policiais em ação após um ataque ao colégio Professora Helena Kolody, em Cambé, no Paraná. Foto: Henrique Campinha/AFP
Apoie Siga-nos no

O secretário de Segurança Pública do Paraná, Hudson Teixeira, afirmou que o atirador que matou uma aluna no Colégio Estadual Professora Helena Kolody, em Cambé, não conhecia a vítima ou o namorado dela, também baleado. 

“Ele afirmou que não tinha qualquer vínculo com o casal, que não conhecia eles”, declarou o secretário.

Segundo a Polícia Militar, a jovem Karoline Verri Alves morreu após ser atingida por um tiro na cabeça dentro do colégio, na manhã desta segunda-feira 19. O namorado dela permanece internado em estado gravíssimo.

O atirador, um ex-aluno da instituição, foi preso. Em buscas na residência dele, a polícia encontrou uma machadinha, carregadores de revólver e o armamento usado. 

Além das armas, agentes apreenderam um caderno com anotações sobre outros ataques em escolas, incluindo o massacre de Suzano, em São Paulo. 

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo