Toffoli é diagnosticado com Covid-19 após apresentar sintomas respiratórios leves

É o terceiro ministro do Supremo a ser diagnosticado com a doença

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF). Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF). Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Saúde

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi diagnosticado com Covid-19. A informação foi confirmada pela assessoria da Corte que, em nota, destacou que o ministro apresentou sintomas respiratórios leves e se submeteu ao exame para o novo coronavírus, que voltou positivo.

 

“Ele está em casa, seguindo as recomendações médicas da cardiologista intensivista Ludhmila Hajjar, do Vila Nova Star”, apontou o STF.

Toffoli é o terceiro ministro do Supremo a ser diagnosticado com Covid-19. O primeiro magistrado foi o atual presidente da Corte, ministro Luiz Fux, que testou positivo para a doença logo após tomar posse em cerimônia com autoridades dos Três Poderes no início de setembro. Ao menos nove convidados, incluindo o próprio Fux, contraíram o vírus logo depois. Uma delas foi a ministra Cármen Lúcia.

A presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministra Maria Cristina Peduzzi, o procurador-geral da República Augusto Aras, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), os ministros do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) Luis Felipe Salomão, Antônio Saldanha Palheiro e Benedito Gonçalves e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, também testaram positivo para o novo coronavírus.

No último dia 3, Toffoli recebeu em sua residência o desembargador Kassio Nunes Marques, indicado para a vaga do decano Celso de Mello, que se aposentou nesta terça, 13. O presidente Jair Bolsonaro também participou do encontro junto do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

 

Leia nota do STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal José Antonio Dias Toffoli apresentou sintomas respiratórios leves e testou positivo para Covid-19. Ele está em casa, seguindo as recomendações médicas da cardiologista intensivista Ludhmila Hajjar, do Vila Nova Star.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem