Saúde

Primeiro caso de coronavírus no Brasil é confirmado após contraprova

A confirmação veio após teste de contraprova dar positivo para o vírus CoVid-19 em paciente que viajou para a Itália

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Apoie Siga-nos no

O Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso do novo coronavírus no Brasil. A confirmação veio após teste de contraprova dar positivo para o vírus CoVid-19 por um paciente brasileiro de 61 anos, que esteve na região da Lombardia, na Itália, onde os casos da doença crescem rapidamente. O paciente está em isolamento domiciliar em bom estado clínico, segundo boletim médico.

A notificação foi registrada pelo Hospital Albert Einstein, na zona sul da capital paulista, na terça-feira 25. O paciente viajou a trabalho para a Itália entre os dias 9 e 21 de fevereiro e apresenta sinais e sintomas compatíveis com a doença, como febre, tosse seca, dor de garganta e coriza. “O paciente está bem, com sinais brandos e recebeu as orientações de precaução padrão”, informou a pasta no primeiro momento.

O primeiro resultado saiu após 12 horas de observação. A confirmação dependia de uma contraprova, ou seja, um segundo exame, que foi realizado pelo Instituto Adolfo Lutz, laboratório de referência nacional.

 

Em coletiva realizada pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira 26, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, declarou que a notícia não muda o status sanitário brasileiro, uma vez que o país já tinha antecipado medidas, como no caso dos 58 brasileiros repatriados da China, que ficaram em quarentena na Base Aérea de Anápolis, e foram liberados no último dia 23.

“É uma síndrome gripal, uma gripe, mais agressiva em pacientes acima de 60, 70, 80 anos. Até entendo a reação do vírus na Itália, país que tem maior número de idosos”, declarou Mandetta. A Itália possui 12 mortes confirmadas e 374 casos de contaminação. A França também confirmou a primeira morte em decorrência do vírus, na madrugada desta quarta-feira.

Ainda de acordo com o ministro da Saúde, ainda é necessário entender como o vírus se comportará no hemisfério sul, em um país tropical, em pleno verão, uma vez que os casos aconteceram no hemisfério norte, até o momento.

O secretário da Saúde de São Paulo, José Henrique Germann Ferreira, confirmou que o comitê de crise do coronavírus para monitorar a situação no estado e os casos suspeitos de coronavírus, com funcionamento 24 horas por dia e envolvimento de profissionais de todos os municípios. O plano de ação, lançado em parceria com a Prefeitura de São Paulo, também inclui a compra de equipamentos de proteção para funcionários de saúde.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.