OMS: Jovens saudáveis podem ter que esperar até 2022 por vacina da Covid

Profissionais de saúde, idosos e trabalhadores que lidam com público mais suscetível devem ser os primeiros imunizados

Vacinas. Foto: Agência Brasil

Vacinas. Foto: Agência Brasil

Saúde

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou, nesta quinta-feira 15, que jovens saudáveis podem ter que esperar até 2022 pela vacina contra o coronavírus.

 

 

 

A cientista-chefe da organização Soumya Swaminathan explicou que profissionais de saúde, idosos e trabalhadores que lidam com o público mais suscetível devem ser os primeiros imunizados quando uma vacina viável estiver disponível.

“As pessoas tendem a pensar que no dia primeiro de janeiro vão tomar a vacina e tudo vai voltar ao normal. Não vai funcionar assim”, afirmou em uma sessão de respostas a perguntas do público.

 

 

Swaminathan ainda estima que vacinas comprovadamente seguras e eficazes contra a Covid-19 podem estar disponíveis no próximo ano, mas ainda não em quantidade suficiente para toda a população.

“Haverá muitas orientações saindo, mas acho que uma pessoa comum, um jovem saudável, pode ter que esperar até 2022 para receber a vacina”, completou.

 

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem