Japão encontra variante de coronavírus em pacientes que estiveram no Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde do Japão, os quatro infectados estiveram no Amazonas

Cidadãos caminham de máscara em Manaus, Amazonas. Foto: Mário Oliveira/SEMCOM

Cidadãos caminham de máscara em Manaus, Amazonas. Foto: Mário Oliveira/SEMCOM

Saúde

O governo japonês anunciou neste domingo 10 que as autoridades de saúde encontraram uma nova variante do coronavírus em quatro viajantes que estiveram no Brasil e retornaram ao país no dia 2 de janeiro.

 

 

De acordo com o Ministério da Saúde do Japão, os quatro infectados estiveram no Amazonas, mas não há detalhes das cidades por onde passaram.

Os infectados são um homem com cerca de 40 anos que chegou ao Japão sem sintomas, mas que, posteriormente, foi internado com dificuldades para respirar; uma mulher com cerca de 30 anos, com dor de garganta e dor de cabeça; um jovem de idade entre 10 e 19 anos, com febre; e uma jovem também com idade entre 10 e 19 anos, assintomática.

Os pacientes apresentaram uma variante semelhante às que se disseminaram rapidamente no Reino Unido e na África do Sul e que preocupam pela maior capacidade de contágio.

O Ministério da Saúde brasileiro informou, em nota, que pediu ao Japão dados de nacionalidade dos viajantes e dos locais de deslocamento no Brasil para rastreamento dos contatos. A pasta também disse comunicou outros centros de vigilância pelo país e reforçou que “não há nenhuma evidência científica que aponte impacto na efetividade do diagnóstico laboratorial ou das vacinas ainda em estudo contra a Covid-19”.

 

Alta de casos no Amazonas

O estado do Amazonas passa por um crescimento significativo dos casos de coronavírus.  Só nos 9 primeiros dias de janeiro, o Estado registrou 1.580 internações por Covid-19. O número se aproxima do total de internações feitas em dezembro, que foi de 1.589.

Já são mais de de 212 mil casos confirmados de Covid-19 no estado. O total de mortes passa de 5,6 mil.

No sábado 9, o Estado voltou a bater o recorde diário de internações em um único dia: foram 235 novas hospitalizações, número mais alto registrado no estado desde o início da pandemia, mesmo com o colapso na rede de saúde, vivido entre abril e maio de 2020.

Na capital Manaus, o aumento de casos levou à nova superlotação de hospitais e cemitérios. Nos nove primeiros dias de janeiro, a cidade registrou um total de 1.524 novas internações por Covid-19. O número supera as hospitalizações registradas em dezembro, que chegaram a 1371.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem