Saúde

Deputada propõe desobrigar crianças com menos de 12 anos a usar máscara

Após propor ozonioterapia contra o coronavírus, Paula Belmonte diz que utilizar máscara não é razoável em determinadas situações

A deputada federal Paula Belmonte (Cidadania-DF). Foto: Gustavo Sales/Câmara dos Deputados
Apoie Siga-nos no

Autora de um projeto que defende a ozonioterapia para a Covid-19, a deputada federal Paula Belmonte (Cidadania-DF) protocolou em 18 de setembro um projeto de lei em que desobriga o uso de máscara por crianças de até 12 anos.

No PL 4647/2020, Paula libera as crianças do uso de máscara em atividades ao ar livre e na prática de esportes, “mantidas as regras de distanciamento mínimo de segurança”.

A deputada escreve que o projeto não se aplica nas “hipóteses em que a criança se encontre infectada ou com suspeita de estar contaminada com o coronavírus”.

Paula diz que reconhece a importância das medidas de prevenção, mas aponta preocupação com os efeitos da máscara em determinadas situações, “principalmente em casos de respiração ofegante”.

A parlamentar argumenta que a utilização de máscara não é razoável quando há outras medidas de segurança, “pois o gás carbônico produzido e armazenado sob as próprias máscaras faciais pode ser prejudicial à saúde humana”.

“Entendemos que a presente iniciativa pode de fato viabilizar travessia menos traumática neste momento de pandemia, principalmente pelas crianças, que já estão sofrendo com o isolamento social e ainda estão sendo obrigadas a utilizarem um adorno e viverem sob uma máscara”, escreve.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo