Saúde

Anvisa proíbe importação de cannabis e diz não haver base científica para o consumo

A agência informou que, a partir desta quarta-feira 20, não serão concedidas novas autorizações de importação

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária publicou uma nota técnica para informar que a importação da cannabis in natura não está permitida. A proibição inclui flores e partes da planta.

Há dois dias, o Superior Tribunal de Justiça havia deferido liminares para assegurar que três pessoas sob tratamento terapêutico pudessem cultivar a cannabis sativa sem o risco de serem reprimidas por autoridades. A decisão judicial estipula um limite de quantidade, de acordo com a necessidade.

Foi neste ano, em abril, a emissão de uma liminar inédita em favor do uso da maconha para fins medicinais.

A Anvisa informou, no entanto, que a partir desta quarta-feira 20 não serão concedidas novas autorizações de cadastro para a importação da cannabis in natura, partes da planta ou flores.

Segundo a nota, haverá um período de transição de 60 dias para a conclusão das importações que já estiverem em curso. As autorizações já emitidas para a importação serão válidas até 20 de setembro.

A Anvisa declarou que “inexistem evidências científicas robustas que comprovem a segurança” dos produtos compostos pela cannabis, ainda que farmacêuticos, e também apontou “alto potencial para fins ilícitos”.

A nota especificou uma lista de produtos para a importação que terá a aprovação de cadastro de forma automática, mas destacou se tratar de uma importação “excepcional” e afirmou que os produtos listados “não possuem eficácia, qualidade e segurança avaliadas pela Anvisa”.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo