Política

União Brasil oficializa candidatura de Soraya Thronicke à Presidência

O professor da FGV e ex-secretário da Receita Federal Marcos Cintra completa a chapa ‘pura’

Foto: Waldemir Barreto/Ag. Senado
Foto: Waldemir Barreto/Ag. Senado
Apoie Siga-nos no

O União Brasil lançou a atual senadora do Mato Grosso do Sul Soraya Thronicke, ex-aliada do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), como candidata à Presidência da República em convenção nacional do partido realizada na manhã desta sexta-feira 5, em São Paulo. O nome da senadora já havia sido anunciado, e o evento formaliza a chapa que vai concorrer.

“Não é por ser mulher, é porque é uma mulher qualificadíssima”, disse o presidente do partido, Luciano Bivar, que chegou a fazer pré-campanha como o escolhido da sigla e desistiu.

O professor da FGV e ex-secretário da Receita Federal Marcos Cintra completa a chapa “pura” e será candidato à Vice-Presidência.

“Em 2018 nós votamos para tirar o que estava errado e agora em 2022 votaremos para tirar o que também não deu certo”, afirmou Soraya durante a convenção. “O jogo não está definido, o jogo, Brasil, nem começou. Enquanto eles brigarem, nós vamos mostrar que tão grande quanto o Brasil somos nós, brasileiros”, disse a senadora.

O anúncio de que Bivar não iria mais concorrer à Presidência foi feito no dia 31 de julho. Bivar afirmou que irá tentar a reeleição na Câmara dos Deputados.

“Vocês estão conhecendo um partido novo, esse é um momento histórico, estamos hoje lançando essa infantaria, esse exército que são vocês na luta pelo bem no Brasil”, afirmou Cintra em seu discurso. “Esse partido está ousando lançando uma senadora estreante, empresária, dinâmica”, disse.

Também estiveram no palco o candidato ao Senado pelo Paraná Sérgio Moro e a candidata a deputada federal por São Paulo Rosângela Moro, ambos filiados ao União.

“Essa é uma eleição difícil. Concorrendo tem os extremos, são polarizados, são agressivos, fazem mal para o País, mas, apesar de essa eleição ser difícil, o partido precisa oferecer uma alternativa”, declarou Sérgio Moro.

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), esteve na convenção do União Brasil, partido de seu vice na candidatura ao governo paulista, Geninho Zuliani. “Nós teremos um palanque único e unido para defender a democracia”, afirmou Garcia.

A candidata do PSDB à Presidência, entretanto, é a senadora Simone Tebet (MDB), que tem ainda o Cidadania em sua coligação e deverá garantir a adesão do Podemos, que marcou a oficialização do apoio para a tarde desta sexta-feira.

Quem é Soraya Thronicke

Nascida em Dourados, no Mato Grosso do Sul, a advogada Soraya Vieira Thronicke tem 49 anos e atualmente é senadora por seu estado natal, com mandato vigente até 2027.

É formada em Direito pelo Centro Universitário de Campo Grande e tem MBA em Direito Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas.

Eleita senadora em 2018 com 373.712 votos, Thronicke afirma publicamente ser contra o aborto e a flexibilização da venda de drogas e diz defender “valores da família”.

Estadão Conteúdo

Estadão Conteúdo

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.