Política

Regina Duarte deixa Secretaria da Cultura e assume Cinemateca

No vídeo de despedida, atriz diz que é um “sonho” e um “presente” assumir a função em São Paulo, perto da família

Regina Duarte abraça Jair Bolsonaro ao tomar posse como secretária Especial da Cultura (Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil)
Regina Duarte abraça Jair Bolsonaro ao tomar posse como secretária Especial da Cultura (Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil)
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro foi às redes sociais na manhã desta quarta-feira 20 para anunciar a saída da atriz Regina Duarte da Secretaria Especial da Cultura. Segundo ele, Regina “sente falta da família” e, nos próximos dias, assumirá a Cinemateca em São Paulo, cidade onde vive. No vídeo de despedida, Regina aparece ao lado de Bolsonaro no Planalto e diz que é um “sonho” e um “presente” assumir a função na Cinemateca.

“Acabo de ganhar um presente que é o sonho de qualquer pessoa de comunicação, de audiovisual, de cinema e de teatro: um convite para ‘fazer’ Cinemateca”, diz, lembrando que a instituição é responsável pela preservação e difusão da produção audiovisual brasileira, com o maior acervo da América do Sul. “Pode ter um presente melhor do que este?”, acrescenta.

Outra justificativa dada por ela para deixar a principal função da Cultura no país e assumir um papel secundário na pasta foi estar mais perto da família, já que a Cinemateca em São Paulo. “A família tá querendo a minha proximidade. E eu tô sentindo muita falta dos meus netos, dos meus filhos, da minha família, dos quais eu sempre fui muito próxima”, justificou, classificando a mudança como “presente duplo”.

A ex-atriz da Rede Globo assumiu a Secretaria Especial da Cultura em 4 de março deste ano com a missão de mediar o embate entre a classe artística e a indústria da cultura com o governo federal. Sem experiência política, não conseguiu apresentar resultados práticos e deixa a pasta após pouco mais de dois meses. Na publicação de despedida, Bolsonaro escreveu que pretende, nos próximos dias, divulgar o resultado do trabalho de Regina nos últimos 60 dias.

Embora o novo nome da Cultura ainda não tenha sido anunciado, o mais cotado para assumir o cargo é Mário Frias, que, assim como Regina Duarte, também é ex-ator global. Recentemente, em entrevista à CNN Brasil, Frias se colocou à disposição de Bolsonaro para assumir o cargo. Dias depois, o presidente da República publicou o vídeo desta entrevista em suas redes sociais e o convidou para um almoço.

https://twitter.com/jairbolsonaro/status/1263091781782122496

CartaCapital

CartaCapital Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.