Política

PT mantém apoio a Freixo, lança Ceciliano ao Senado e tenta isolar Molon

Lula teve papel central na resolução do impasse e na permanência do PT na chapa do candidato pessebista ao governo fluminense

Lula, Marcelo Freixo, André Ceciliano e Alckmin.  Foto: Ricardo Stuckert
Lula, Marcelo Freixo, André Ceciliano e Alckmin. Foto: Ricardo Stuckert
Apoie Siga-nos no

A Executiva Nacional do PT confirmou, em reunião nesta sexta-feira 5, a manutenção da aliança com Marcelo Freixo (PSB) na disputa pelo governo do Rio de Janeiro.

O apoio estava em xeque diante da insistência dos pessebistas na candidatura de Alessandro Molon ao Senado. O PT afirma que o PSB descumpriu um acordo pelo qual o postulante da coligação à Casa Alta seria André Ceciliano.

“A Comissão Executiva Nacional do PT confirma o apoio à chapa Marcelo Freixo (PSB) para governador e André Ceciliano (PT) para senador no Rio de Janeiro. Com Lula e Alckmin vamos juntos reconstruir nosso Brasil”, anunciou nas redes sociais a presidenta petista, Gleisi Hoffmann.

A manutenção da aliança, porém, não significa necessariamente comprometimento total com a campanha de Freixo. Uma ala do PT encabeçada pelo vice-presidente nacional Washington Quaquá defendia autorizar a militância do partido no Rio a se aproximar de outros candidatos ao governo.

Quaquá retirou na quinta 4 um recurso apresentado à Executiva Nacional no qual pregava o rompimento formal com o PSB. Ele passou a afirmar que o melhor cenário seria se juntar também a outros postulantes, ainda que oficialmente os petistas endossem Freixo. O objetivo seria “ampliar o palanque” de Lula no estado.

O vice-presidente do PT já havia reivindicado, em entrevista a CartaCapital, uma aproximação com o nome do PDT ao governo, Rodrigo Neves. Neste desenho, o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), “seria o coordenador da campanha de Lula”. Ainda assim, Quaquá argumenta que o ex-presidente poderia participar de outros palanques.

Lula teve papel central na resolução do impasse e na permanência do PT na chapa de Freixo. Agora, porém, a expectativa é de que o ex-presidente trate Ceciliano como seu único candidato ao Senado, em uma tentativa de isolar Molon.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.