Primo de Carlos Bolsonaro ganha cargo com salário de 22 mil no Senado

Leonardo Rodrigues de Jesus, o Léo Indio, foi convidado a atuar como assessor do senador Chico Rodrigues (DEM-RR)

Léo Índio ao lado o presidente Jair Bolsonaro

Léo Índio ao lado o presidente Jair Bolsonaro

Política

Léo Índio, o sobrinho de Jair Bolsonaro conhecido pela proximidade com o primo Carlos Bolsonaro, ganhou um cargo de confiança no Senado Federal.

Leonardo Rodrigues de Jesus vai atuar como assessor no gabinete do senador Chico Rodrigues (DEM-RR). O salário e gratificações somam 22 mil reais.

 

Aos 35 anos, ele é formado em Administração e nunca exerceu função pública. Em nota compartilhada nas redes sociais, ele rebateu as acusações de favorecimento pelo parentesco. “Sempre acreditei na meritocracia e no valor do trabalho, verdadeiro fiador das liberdades individuais”, escreveu.

View this post on Instagram

Há algumas semanas recebi o convite do Senador Chico Rodrigues, a quem admiro há bastante tempo, para compor sua equipe de trabalho. Nossa convivência foi estreitada desde os primórdios da campanha de Jair Bolsonaro à presidência, quando o senador pôde constatar algumas das minhas características e a convergência de nossas ideias. Pertenço à família do Presidente, como já foi veiculado algumas vezes pela imprensa, razão pela qual constantemente suporto julgamentos e diversos tipos de ataque, e farei questão de trabalhar para mostrar o quão injustos são. Sempre acreditei na meritocracia e no valor do trabalho, verdadeiro fiador das liberdades individuais. A boa política, entretanto, é indissociável de mim desde a infância. Minhas características profissionais são fruto de duas décadas de trabalho árduo e de preciosas lições aprendidas em família. Assim herdei o apreço pela honestidade e o amor pela Pátria, valores que compartilho também com quase sessenta milhões de brasileiros que confiaram seu voto em meu tio, Jair. O Senador Chico Rodrigues, assim como eu, é parte dessa multidão que confia no projeto do nosso Presidente e, a partir de hoje, juntos, não mediremos esforços para honrar a missão de servir ao País, especialmente ao Estado de Roraima. Agradeço ao Senador pela confiança em mim depositada, sentimento que quero ser digno de despertar em todos que apoiam minha família. #brasil #roraima 💪🏽🇧🇷🙏🏽❤️

A post shared by Léo Índio (@leo.indio.br) on

Índio é considerado o informante de Carlos Bolsonaro dentro do Planalto. Foi ao local dezenas de vezes e, mesmo sem ocupar nenhum cargo no Executivo, era visto em reuniões e eventos com o presidente. Ele e Carlos moraram juntos no Rio de Janeiro.

 

Embora cumpra mandato de vereador no Rio de Janeiro, o filho 02 é o que mais se envolve nas decisões do pai. Mais recentemente, protagoniza uma fritura virtual ao vice-presidente Hamilton Mourão, a quem acusa de conspirar contra o pai.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Editora-executiva do site de CartaCapital

Compartilhar postagem