CartaExpressa

PL do Novo Ensino Médio deve ser votado nesta quarta

Proposta pretende elevar a carga horária da formação geral básica de 1,8 mil horas para 2,4 mil

Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Apoie Siga-nos no

O líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), afirmou que foi construído um acordo para votar nesta quarta-feira 20 o projeto de lei do Novo Ensino Médio.

A nova proposta pretende elevar a carga horária da formação geral básica de 1,8 mil horas para 2,4 mil — o que inclui as matérias comuns a todos os estudantes, como Língua Portuguesa e Matemática.

Segundo Guimarães, o entendimento é que sejam preservadas a carga horária de 2,4 mil horas para formação geral e 1,8 mil para a formação técnica de forma escalonada. “É uma conquista grande, e estamos saindo com uma grande vitória”, disse o líder do governo.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), comentou o acordo. “Atende à demanda do MEC de 2,4 mil horas para os cursos de ensino médio regulares mantendo os principais eixos da lei atual, como a flexibilidade, a formação técnica e a base nacional curricular”, disse em suas redes sociais.

Lira teve reunião nesta terça com o ministro da Educação, Camilo Santana, o relator da proposta, o ex-ministro Mendonça Filho (União-PE) e o presidente da Frente Parlamentar da Educação, Rafael Brito (MDB-AL).

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo