CartaExpressa

PGR denuncia mais 54 por envolvimento nos atos terroristas do 8 de janeiro

Os denunciados já passaram por audiência de custódia e estão presos no Distrito Federal

Foto: Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

A Procuradoria-Geral da República protocolou denúncias contra mais 54 pessoas envolvidas com os ataques antidemocráticos de 8 de janeiro e detidas no acampamento em frente ao Quartel General do Exército, em Brasília.

As denúncias, apresentadas nesta segunda-feira 23, apontam prática de associação criminosa e de incitação ao crime equiparada pela animosidade das Forças Armadas contra os Poderes Constitucionais.

As 54 pessoas já passaram por audiência de custódia e estão presas no Distrito Federal.

A PGR diz ter apresentado, antes, outras duas levas de denúncias. Ao todo, 98 pessoas já foram alvos de ações penais por conta dos atos terroristas no Palácio do Planalto, no Congresso Nacional e no Supremo Tribunal Federal.

De acordo com o órgão, as investigações sobre os responsáveis pelas mobilizações têm foco em quatro núcleos: executores materiais, autores intelectuais e instigadores, financiadores e agentes públicos que se omitiram.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.