Justiça

Operação da PF combate desvio de medicamentos destinados ao povo Yanomami

O desvio deixou mais de 10 mil crianças indígenas sem remédios

Povo Yanomami. Foto: Secoya
Apoie Siga-nos no

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram, na manhã desta quarta-feira 30, uma operação contra o desvio de recursos públicos que deveriam ter sido destinados ao Distrito Sanitário Especial Indígena Yanomami (DSEI-Y). Até o momento, foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão em Roraima. 

Atualmente, o DESEI-Y é administrado pelo ex-vereador de Mucajaí Ramsés Almeida, aliado político do governador Antonio Denarium (PP). Ele foi indicado ao cargo pelo senador Mecias de Jesus e pelo deputado Jhonatan de Jesus, ambos do Republicanos. 

O inquérito teve início a partir de inúmeras denúncias feitas pela imprensa relatando falta de medicamentos para malária e verminose na Terra Indígena Yanomami.

Segundo o MPF, a quantidade de remédios enviados para a comunidade era menor do que o adquirido pelo órgão responsável. 

As suspeitas são de que apenas 30% dos medicamentos fornecidos por uma das empresas contratadas pelo DSEI-Y de fato foram entregues.

Os desvios teriam deixado pelo menos 10.193 crianças indígenas desassistidas, aumentando os casos de manifestações graves de malária e verminoses. 

Um dos alvos da investigação é um empresário, também suspeito de se beneficiar do esquema de desvio de recursos públicos no combate a pandemia de Covid-19 no estado. 

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.