CartaExpressa

O grande traidor deste País se chama Jair Bolsonaro, diz Santos Cruz

‘Ele traiu todas as promessas de campanha. Traiu um País inteiro’, acusou o general da reserva

O general e ex-ministro Carlos Alberto Santos Cruz. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil
O general e ex-ministro Carlos Alberto Santos Cruz. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O general da reserva Carlos Alberto Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo, rebateu as declarações do senador Flávio Bolsonaro que chamou o ex-ministro da Justiça Sergio Moro de traidor.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, Santos Cruz afirmou que o “grande traidor deste País se chama Jair Messias Bolsonaro”.

“Ele traiu todas as promessas de campanha. Traiu um País inteiro. Eu vou dar só um exemplo. Ele falou que era contra a reeleição, mas governa desde o primeiro momento pela reeleição. Tudo que ele está fazendo em termos orçamentários é por conta da reeleição”, disse o ex-aliado.

“Não cantaram musiquinha de que o centrão era um bando de criminosos? Ele descaracterizou o Coaf. Ele não prometeu que tinha de acabar com o toma lá da cá? Ele se comportava como um sujeito crítico da política quando ele era parte da política. Agora que ele se filiou ao PL, voltou para casa, como ele falou. Essa tentativa de transferência de traição não cola”, acrescentou o general.

Na conversa, Santos Cruz reforçou o seu apoio a Moro na eleição para presidente e também criticou o ex-presidente Lula.

“Os dois [Lula e Bolsonaro] destruíram a democracia. Um destruiu a esquerda, o outro destruiu a direita. E eu, me filiando ao partido, tenho melhores condições de influir nesse apoio. É por isso”, declarou.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!