Política

Moro e Bolsonaro estão empatados tecnicamente em eventual 2º turno, aponta PoderData

Em disputa com o ex-presidente Lula, o ex-juiz perde por 20 pontos

Apoie Siga-nos no

Pesquisa PoderData, divulgada nesta quarta-feira 22, aponta que o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-ministro Sergio Moro (Podemos) estariam empatados em um possível cenário de segundo turno na disputa para o Planalto e 2022. 

O levantamento mostra que o atual presidente tem 33% de intenção de votos contra 37% de Moro em um confronto direto.

A margem de erro da pesquisa coloca os dois pré-candidatos em situação de empate técnico. 

Em uma disputa de Bolsonaro com Lula no segundo turno, o atual presidente perderia por 20 pontos de diferença. Já em um cenário com Ciro, Bolsonaro perderia por 45%. 

A pesquisa foi realizada entre os dias 19 e 21 de dezembro e entrevistou 3 mil pessoas. 

Marina Verenicz
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.