Política

Ministro das Comunicações usa diárias pagas pelo governo e vai a leilão de cavalos, diz jornal

Segundo o Estadão, a viagem a São Paulo teria acontecido em 26 de janeiro e custou cerca de 3 mil reais aos cofres públicos

O ministro das Comunicações, Juscelino Freire (União Brasil-MA). Foto: Divulgação
Apoie Siga-nos no

O ministro das Comunicações, Juscelino Filho (União-MA), utilizou um avião da Força Aérea Brasileira e recebeu diárias pagas pelo governo federal durante uma viagem para São Paulo. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.

Na capital paulista, Juscelino cumpriu agenda na sede da operadora Claro, no escritório da Telebrás e no prédio onde a representação da Anatel está sediada. Depois dos compromissos oficiais, o titular da pasta foi a um leilão de cavalos de raça avaliados em até 1 milhão de reais. O político chegou a inaugurar uma praça em homenagem ao cavalo de seu sócio.

A estadia do ministro em São Paulo teria custado, de acordo com a publicação, cerca de 3 mil reais divididos em quatro diárias e meia. Nenhum dos compromissos constou em agenda oficial do Ministério das Comunicações.

No final de semana, Juscelino ainda participou de dois leilões em Boituva, a 122 quilômetros da capital paulista. Nos eventos, realizados por um amigo do ministro, um dos seus cavalos foi exibido no palco como forma de encorajar o arremate da égua Palooza, leiloada por cerca de 1 milhão de reais.

Conforme a publicação, o titular das Comunicações participou, ainda em Boituva, da entrega da “Praça do Roxão”, construída com recursos da prefeitura. A obra é uma homenagem feita a Roxão, cavalo que foi propriedade do empresário Jonatas Dantas, amigo do ministro.

Durante o evento, Juscelino chegou a dizer que estaria representando a “equipe do presidente da República” e prometeu internet grátis no espaço. “Se a gente está vivendo esse momento, muito foi fruto do cavalo Roxão, que tem proporcionado bons momentos na vida de muitos aqui”, disse ele.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo