CartaExpressa

Marta é citada como a melhor prefeita de SP nos últimos 40 anos, segundo o Datafolha

Pesquisa mostra a ex-prefeita em empate técnico com Maluf, Mário Covas, Erundina e Haddad

Guilherme Boulos, Marta Suplicy e Lula em ato em São Paulo, em 2 de fevereiro de 2024. Foto: Nelson Almeida/AFP
Apoie Siga-nos no

A ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), lidera o ranking de melhor gestão da capital paulista dos últimos 40 anos do instituto Datafolha

De acordo com a pesquisa divulgada nesta segunda-feira 11, 16% dos entrevistados avaliaram bem a petista. Ela, que será vice na chapa de Guilherme Boulos (PSOL), ocupou o posto entre 2001 e 2004.

Outros quatro nomes aparecem com empate técnico com Marta. São eles: Paulo Maluf (PP), que tem 13% de menções, e Mário Covas (PSDB), Luiza Erundina (PSOL) e Fernando Haddad (PT), com 11% das menções cada. 

Na sequência, aparecem Bruno Covas (PSDB), com 10%; João Doria (PSDB), com 6%; Jânio Quadros (PTB), com 5%; José Serra (PSDB), com 4%; Nunes, com 3%; Gilberto Kassab (no DEM e depois PSD), com 2%; e Celso Pitta (antigo PTN), com 1%.

Outros 3% dizem que nenhum foi o melhor prefeito da cidade, e 3% não opinaram.

O atual prefeito, Ricardo Nunes (MDB), é citado por 3% como melhor prefeito dos últimos 40 anos, sua gestão é aprovada por 29% e rejeitada por 24%. 

A aprovação do emedebista cresce e as demais projeções de intenção de voto mostram empate entre o atual prefeito e o pré-candidato Guilherme Boulos (PSOL).

O levantamento ouviu 1.090 eleitores na capital paulista na quinta 7 e na sexta 8. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou menos.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo